A TIME TO ACT Entertainment é uma empresa transmídia inovadora, dedicada a apoiar e inspirar a nova geração por meio de conteúdo digital e mobile, fornecendo ferramentas para divulgar suas vozes em relação à Emergência Climática e Direitos Humanos, ajudando assim a criar um mundo melhor. Time To Act inicia suas ações pró- Emergência Climática lançando o CLIMATE DREAM APP e a sua coleção de Climate Dream Filters no Instagram

Fazemos parceria com as principais organizações sem fins lucrativos, comprometendo uma porcentagem de nossos lucros com iniciativas em todo o mundo e inspirando ativismo.

Fundadora e CEO

luciana

Luciana Brafman

Luciana é uma produtora duas vezes indicada ao Emmy® com mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de projetos premiados.

Luciana, que começou sua carreira como advogada em Nova York, trabalhou como produtora de Survivor e The Apprentice e produtora executiva do primeiro filme de MontelWilliams, Little Pieces. Ela representou a produtora brasileira de cinema Rio Vermelho Produções, que entre outros projetos produziu Orfeu Negro com o premiado diretor brasileiro Cacá Diegues. Ela também foi produtora de The Big Give de Oprah Winfrey para a ABC e vendeu o programa infantil “Zip, Zip, Zippy” para a HIT Entertainment. Inspirada pelo ativismo político de seus pais no Brasil contra a ditadura nos anos 1960, Luciana passou a vida lutando para preservar as florestas tropicais e proteger os oceanos. Foram suas primeiras experiências que lhe ensinaram a importância de educar as novas gerações sobre questões que impactam a sociedade para criar mudanças.

Combinando sua experiência de entretenimento com sua paixão pelo ativismo, ela lançou a Time To Act Entertainment em 2020.

Conselho
Somos jovens de diversas realidades e regiões do Brasil, um dos países mais afetados pela crise climática. Temos como objetivo ocupar espaços de diálogos para pressionar as autoridades, líderes nacionais e empresas a agirem de forma efetiva e radical contra o avanço da crise climática, além de fazer com que os políticos cumpram os acordos climáticos nacionais e internacionais. Por sermos de um país historicamente explorado, que consequentemente não tem estrutura para lidar com os efeitos dessa crise, entendemos que é primordial a presença de jovens ativistas colaboradores na discussão sobre justiça climática, uma vez que acreditamos que é essencial ecoar nossas vozes, em espaços de diálogos como esse, com intuito de promover ações que incentive políticas que respeitem os direitos ambientais, sociais e econômicos. O Brasil, no decorrer dos últimos anos, tem se tornado um dos principais países protagonista das violações dos direitos humanos e consuetudinários, no qual a Carta Magna e os Tratados Internacionais não são efetivados. Ademais, pretendemos contribuir na incidência do debate acerca da transição energética justa, do marco temporal e da demarcação de territórios indígenas, do direito à cidade, desastres ambientais, bem como a discussão envolvendo às populações em contexto vulnerável. E por fim, realizar ações de incidência representativa e artísticas, buscando chamar a atenção dos setores midiáticos e da população sobre os problemas climáticos que vivemos no Brasil, a fim de fomentar o aumento dessa discussão dentro de nosso país, promovendo melhores condições para o bem-viver das nossas comunidades de forma digna, ecológica e humana.

Luiza Kelly Assis De Oliveira/Ayrumã Tuxá- indígena pertencente ao Povo Tuxá, localizado no norte da Bahia, liderança indígena jovem da área de abrangência da Articulação dos Povos e Organizações Indígenas do NE, MG e ES- APOINME, graduanda em Direito pela Universidade Federal da Bahia- UFBA, estagiária no Departamento Jurídico da APOINME, ativista do Fridays For Future Brasil, pela Frente Não-Branca, integrante do Serviço de Apoio Jurídico da Bahia-SAJU e membro da Comissão Nacional de Juventude Indígena-CNJI, representando o NE, MG e ES.

Inathan Gomes Santos, /Inathan Apako Tuxá -Indigena pertencente ao Povo Tuxá, localizado no norte da Bahia, hoje reside em Santa Catarina, onde cursa Engenharia Civil- UDESC, e atua no Território Laklãnõ Xokleng na comunicação da Organização da Juventude Xokleng, ativista do Fridays For Future Brasil, pela Frente Não-Branca, e comunicador na Articulação dos Povos Indígenas do Sul/ARPINSUl. Defensor dos Povos Indígenas e da Mata Sagrada.

Inathan Gomes Santos, /Inathan Apako Tuxá -Indigena pertencente ao Povo Tuxá, localizado no norte da Bahia, hoje reside em Santa Catarina, onde cursa Engenharia Civil- UDESC, e atua no Território Laklãnõ Xokleng na comunicação da Organização da Juventude Xokleng, ativista do Fridays For Future Brasil, pela Frente Não-Branca, e comunicador na Articulação dos Povos Indígenas do Sul/ARPINSUl. Defensor dos Povos Indígenas e da Mata Sagrada.

Janderson Sarmento, consultor da Fundação Amazônia Sustentável, onde atua no departamento de Inovação e Cidades Sustentáveis, membro do Conselho Criativo Ambiental presidido pela comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), atua sobre incidência política e advocacy. campaigner do projeto SOS Amazônia do Fridays For Future Brasil no qual coordena o projeto de capacitação para empreendedorismo indigena, membro do Time de Ativismo do Greenpeace Brasil (TAG) do qual articula, planeja, operacionaliza e executa ações diretas não violentas de alto perfil de impacto, contra empresas e governos que apresentam riscos nocivos ao meio ambiente. altruísta entusiasta e mobilizador de engajamento social.

Patricia Iasmim Chaves Travassos Nascida e crescida na cidade de Ourém, no interior do Pará. Estudante de Licenciatura Interdisciplinar em Artes e suas Tecnologias da UFSB, Comunicadora Popular, Ativista por Justiça Climática e Racial pelo Fridays For Future Brasil, Fundadora do Coletivo Climátikas Ouremenses.

Patricia Iasmim Chaves Travassos Nascida e crescida na cidade de Ourém, no interior do Pará. Estudante de Licenciatura Interdisciplinar em Artes e suas Tecnologias da UFSB, Comunicadora Popular, Ativista por Justiça Climática e Racial pelo Fridays For Future Brasil, Fundadora do Coletivo Climátikas Ouremenses.

Jahzara Johari Ona França Teixeira- Iniciando o seu ativismo há 9 anos, ainda criança, a ativista negra periférica e estudante secundarista hoje atua contra a crise climática em diversos papéis como na organização de projetos educacionais para jovens. É parte do Jovens Pelo Clima São Paulo, do Folhas que Salvam, Imagine2030 e outros projetos independentes. Também é Diretora de Relações Institucionais no comitê de Jovens do Limpa Brasil, Líder do Meninas do Brasil São Paulo e cursa Técnico em Meio Ambiente junto do ensino médio.